Criptomaníacos
TUDO SOBRE BITCOIN E CRIPTOMOEDAS

Mergulhe no mundo

das moedas digitais!

Somos uma plataforma de educação financeira voltada à ativos digitais.

Diversos serviços para você investir melhor!

CLIQUE AQUI PARA VER O VÍDEO
E ENTENDER COMO FUNCIONA
Seja um Criptomaníaco!

Faça seu cadastro para ter acesso à conteúdos e serviços exclusivos!

MENU
  • 15/04/2020

    O que (não) é o Bitcoin

    Artigos

    A alguns meses atrás fui convidado para um almoço em família. Um daqueles almoços onde a principal atração são as perguntas indiscretas dos parentes mais velhos. Ao passar pela comum sabatina, neste tipo de eventos, sobre a minha vida, uma querida tia me perguntou:
    - E você? O que tem feito de sua vida? Trabalha de que?
    Quando respondi que trabalho no setor de criptomoedas fui pouco compreendido, tendo que responder de forma mais simples e direta:
    - Tia, trabalho com Bitcoin.

    Logo que ouviu minha resposta, ela, muito assustada, me aconselhou que eu revisse minhas escolhas, já que eu havia decidido trabalhar com “pirâmide financeira”.

    Foi naquele momento que entendi que, tão importante quanto saber o que era o Bitcoin, era também necessário conseguir explicar claramente que Bitcoin não é diretamente ligada à golpes, desonestidades e até crimes mais graves.

    O foco deste artigo, portanto,  são algumas opiniões e fatos sobre o que o Bitcoin não é.
    Mas, para os que ainda não sabem muito bem o que ele é, deixamos as palavras contidas no site bitcoin.org, que traz rapidamente o que é o conceito sobre este ativo digital:

    Bitcoin é uma rede que funciona de forma consensual onde foi possível criar uma nova forma de pagamento e também uma nova moeda completamente digital. É a primeira rede de pagamento descentralizada (ponto-a-ponto) onde os usuários é que gerenciam o sistema, sem necessidade de intermediador ou autoridade central. Da perspectiva do usuário, Bitcoin funciona como dinheiro para a Internet. “

    Após esclarecer o que o Bitcoin é, vamos às respostas para perguntas sobre o que não é o Bitcoin.

    Bitcoin é pirâmide?

    Apesar de sabermos que a resposta é não, por que os assuntos sobre criptomoedas e pirâmides financeiras se misturam tanto?

    O primeiro ponto a se lembrar é que golpes existem com todos os sistemas financeiros existentes. Desde a época do escambo, pessoas de má fé tentam se aproveitar de pessoas mais inocentes.
    Furto, venda enganosa, cartão clonado, roubo de senhas… Pessoas maldosas existem em todos os ambientes, e no meio das criptomoedas não seria diferente.

    O Bitcoin é utilizado por pessoas de má fé para vender sonhos de retornos com valores fixos e promessas milionárias.

    Realmente, pela sua absurda valorização, as pessoas que obtiveram BTC no início de sua rede ficaram ricas. Mas a curva de crescimento do preço não tende ser mais tão agressiva e não existe nenhuma garantia sobre o futuro.

    Sobre prometer retornos e porcentagens fixas, é uma atitude bem suspeita e improvável de acontecer. O mercado é incerto. Ninguém pode prever o preço do Bitcoin com garantias. Analistas apenas escrevem sobre probabilidades. Eles se utilizam de gráficos para analisar os possíveis trajetos do mercado.

    Portanto, se alguém te perguntar se Bitcoin é pirâmide, você já sabe como responder: não é! o que acontece é que algumas pirâmides se utilizam do Bitcoin para promover seus golpes, assim como outras utilizam o dinheiro físico para tal.

    Bitcoin é ilegal?

    Apesar da legislação sobre o tema ser incompleta frágil e controversa, o uso de Bitcoin no Brasil não é ilegal. Existe um grupo de pessoas que insistem em dizer que a criptomoeda é usada para fins ilícitos e isso mancha a “legalidade” da moeda.

    Pense nos crimes de lavagem de dinheiro, compra de armas, tráfico… A maior parte de todos os crimes que envolvem dinheiro não são realizados com criptomoedas. 

    Segundo a pesquisa da empresa Elliptic, do Reino Unido, apenas 1% das transações de Bitcoin são para fins ilegais.

    Mais uma vez caímos naquela situação: pessoas má intencionadas existem em todos os países e usando diversos meios de transações financeiras, sendo o BTC só uma entre tantas formas.

    Portanto, se alguém perguntar se BTC é ilegal, claramente responda que não é ilegal e que não há mal possuir bitcoins ou usá-los como meio de pagamentos. Por fim, você pode argumentar que o governo pede que você declare seus bitcoins para a receita. Como você declararia algo se fosse ilegal? Não faz muito sentido, não é mesmo?

    Altcoins são golpes?

    Sobre as altcoins, moedas alternativas ao bitcoin, temos muitas confiáveis e bem famosas, como o Ethereum e a Litecoin.
    Aqui, a recomendação é: não compre ou invista em uma moeda que você não conheça bem. Existem diversas promessas de “novos bitcoins” pelo mercado, prometendo valorização, mas que no fim não passam de projetos enganosos e com o intuito de levar o seu dinheiro embora. Se você é novo no mercado, fique em moedas mais conhecidas(e estude sobre elas). Caso tenha experiência, com certeza você perceberá quando um projeto não é muito confiável.

    Caso alguém te pergunte se investir em altcoins é golpe, responda que o mercado de criptomoedas possui algumas moedas que demonstraram durante anos possuírem boa tecnologia, aceitabilidade e apresentam certa validação no setor. Portanto, muitas são confiáveis. Mas alerte a todos que não devemos investir em nenhum projeto em que não conheçamos muito bem a ideologia, planejamento, time, tecnologia, etc.

    É isso! Espero que você tenha entendido a importância de saber o que o Bitcoin não é, a fim de poder saber quais respostas dar quando for questionado em situações delicadas, como relatamos.
    Ter claramente estes conceitos em sua mente ainda te protegerá de situações arriscadas, quando alguém vem te propor algo que não condiz com a proposta do protocolo Bitcoin.

    Nos vemos na próxima semana com mais um artigo!

     

    VOLTAR
    Autor: Felipe Mendes
Hover protuguês Hover inglês Hover youtube Hover telegram Hover instagram Hover facebook Hover twitter

CAYMAN BACKEND