• 26/02/2022

    Como acessar o Telegram em caso de bloqueio no Brasil

    Artigos | Compartilhar:

    O Telegram é uma das principais redes sociais do Brasil e é bem popular. Ele ganhou adoção após alguns problemas de funcionamento do Whatsapp e polêmicas sobre uso dos dados de seus usuários.

    As comunidades de criptomoedas utilizam, em grande parte, o Telegram e o Discord para anunciar novidades e interagir com os seus participantes. 

    Pela maior liberdade que oferece, o Telegram incomoda os governos de vários países, que já chegaram a bloquear o aplicativo em diversas situações. Ele já foi bloqueado na Rússia a alguns anos atrás e com os conflitos recentes entre aquele país e a Ucrânia há rumores que o acesso tem sido retido novamente. Cuba, China e Alemanha são outros exemplos de um total de pelo menos 11 países que já restringiram ou bloquearam o Telegram. Algumas dessas restrições ainda se encontram ativas.

    No Brasil, o ministro Alexandre de Moraes, do STF, determinou a retirada do ar durante 48 horas do aplicativo de mensagens se a plataforma não cumprir com a decisão de janeiro que determinou o bloqueio de três perfis que estariam sendo usados para propagar discurso de ódio e fake news. Ainda é estipulada uma multa de 100 mil reais se a ordem não fosse cumprida em 24 horas após seu anúncio, ocorrido em 25 de fevereiro de 2022.

    No caso do STF ordenar o bloqueio do Telegram, seja nesta situação ou em qualquer momento no futuro, como é possível que os usuários possam acessar o aplicativo no Brasil?

    Em nosso artigo vamos conhecer uma forma de continuar a usar essa mídia independente das decisões do STF. Isso é possível através do uso de VPNs.

    O que é um VPN?

    VPN é uma sigla que vem da expressão “Rede privada virtual” (Virtual Private Network, em inglês). Esse é um recurso que possibilita uma conexão de rede protegida ao usar uma rede pública. As VPNs criptografam os dados que trafegam na internet e, por isso, é possível ocultar a identidade online. Assim, fica mais difícil que terceiros possam identificar o que você faz enquanto navega online. Também fica menos provável que seus dados sejam roubados, já que a criptografia acontece em tempo real.

    VPN oculta seu IP e mesmo seu Provedor de Serviços de Internet não poderá saber em que sites você visita ou os dados trafegados. E é por essa proteção de dados que você poderá continuar a acessar o Telegram mesmo que o STF decida derrubá-lo no Brasil. 

    Como instalar uma VPN em seu celular?

    Se você procurar na Google Play ou na Apple Store, verá que existem os mais diversos modelos de VPNs, tanto gratuitas quanto pagas. Em nosso artigo vamos usar como exemplo a Google Play. Mas se você usa iPhone, não se preocupe. Os passos são bem parecidos para se instalar qualquer VPN.

    É importante que você faça uma pequena pesquisa para entender qual te atende melhor e qual deles pode ser mais seguro. Aqui em nosso texto, apenas selecionamos um dos vários VPNs com intuito educacional.

    Tutorial de Instalação de VPN em celular

    Passo 1: Procure por uma VPN e instale no seu celular

    Em nosso caso, buscamos pelo termo VPN e resolvemos instalar uma que fosse gratuita, com alto número de instalações e avaliações positivas. Como não somos responsáveis pelo app usado nem possuímos nenhum vínculo com ele, recomendamos que você faça sua própria análise e escolha a melhor opção baseando-se em sua necessidade, assumindo os riscos da instalação. Não se esqueça de ler os termos de uso.

    Passo 2: Confira seu IP atual

    Ao usar uma VPN, queremos ocultar nossa localização real. Então, antes de rodar o aplicativo, vamos ver a atual localização do IP de nosso dispositivo.

    Como observado na imagem, o IP está endereçado em Minas Gerais, que é o estado onde este artigo está sendo escrito.

    Você pode conferir sua localização pelo IP no site https://whatismyipaddress.com/

    Passo 3: Rode a VPN 

    Abra o aplicativo e clique em conectar. Ao escolher a opção AUTO, a VPN irá configurar seu IP para um endereço nos Estados Unidos ou o mais rápido para seu celular. Se tudo der certo, você verá o status de “Conectado”.

    Passo 4: Confira seu novo IP

    Agora, no meu caso, é como se eu estivesse navegando de um endereço de IP dos EUA. Você pode conferir se isso é verdade também em seu aparelho ao acessar novamente o site https://whatismyipaddress.com/ e conferir o novo endereçamento.
    Na imagem, vemos que o país de nosso IP já não é mais o Brasil.

    Então, ao instalar ou acessar qualquer aplicativo em seu celular, será como se você estivesse na localização do IP da VPN.

    Passo 5: Confira sua localização no aplicativo Telegram

    Se você quiser conferir a localização que é passada ao Telegram pelo dispositivo, você pode conferir em “Configurações”, após isso vá até “Privacidade e Segurança” e clique em “Sessões Ativas”.

    A última sessão ativa deve ser o endereço do IP do VPN. Como podemos observar, minha localização está marcada como New York.

    Se você utiliza a versão web do Telegram, é possível também instalar VPNs em seu computador. Você poderá ainda utilizar navegadores como o Tor para acessar sua conta sem o bloqueio por localização.

    Assim vemos que é possível, mesmo em caso de restrições do governo, continuar a usar o Telegram ou outros aplicativos que ajudam a preservar nossa liberdade.

    VOLTAR
    Autor: Felipe Mendes
Hover protuguês Hover inglês Hover youtube Hover telegram Hover instagram Hover facebook Hover twitter