• 30/10/2021

    Análise on-chain do BTC #5

    Análise On-Chain | Compartilhar:

    Olá Criptomaníacos, nesta edição da nossa análise on-chain trazemos as principais atualizações do Bitcoin, dos mais variados aspectos de sua rede e participação dos investidores.

    Panorama geral do mercado

    O mês de outubro foi marcado por uma intensa valorização do mercado de criptomoedas como um todo, e em especial do Bitcoin, que se aproxima do fechamento mensal com valorização superior aos 40%, o equivalente a US$340 bilhões em capitalização de mercado.

    Grande parte do apetite dos investidores pode ser atribuído à recente aprovação do primeiro (e segundo) ETF baseado em contratos futuros de Bitcoin nos EUA, com expectativa de aumento na demanda por produtos relacionados.

    O movimento dos mercados globais, que contava com sinais de maior aversão a risco no último mês, contendo elementos de uma possível crise imobiliária na segunda maior economia do mundo, parece sair do radar dos investidores e também ajudar na performance de diversas classes de ativos, incluindo também ações e commodities.

    Diante deste cenário de forte recuperação nos preços, teremos a oportunidade de analisar as condições técnicas do Bitcoin através dos dados on-chain, para trazer uma visão complementar e auxiliar os investidores na tomada de decisão.

    Um olhar para os holders de longo prazo

    Diferentes perfis de investidores podem se comportar de maneiras opostas em determinadas fases dos ciclos de mercado, neste caso em análise de acordo com o que é chamado de preferência temporal, e separa aqueles de longo prazo, conhecidos também como holders, dos de curto prazo.

    Com a transparência e possibilidade de acompanhamento em tempo real que a Blockchain permite, podemos acompanhar o movimento desses investidores através de diversas métricas on-chain, que foram alvo de recente estudo da Glassnode, e pode fornecer insights sobre possíveis mudanças de tendência.

    Fonte: Glassnode (Clique na imagem para ver em alta resolução)

    A medida que o preço se aproxima das máximas históricas, e a maioria dos holders estão agora no positivo, o incentivo para começar a realizar lucros passa a crescer. Ao observar o gráfico acima, que acompanha a variações na posição desses investidores, podemos notar exatamente este movimento, com rápida aceleração nos últimos dias.

    Ao ser analisado em conjunto com a métrica Binary CDD, muito útil para identificar movimentos de Bitcoins armazenados a mais tempo sendo gastos, podemos ver que após breve queda em sua leitura, a métrica voltou a subir.

    Quando observamos seu comportamento ao longo dos últimos ciclos, podemos ver uma correlação entre o preço do Bitcoin e sua variação, sinalizando que um movimento mais lateral dessa métrica, com os investidores acumulando cada vez mais, coincide com grandes lateralizações ou correção do mercado.

    Fonte: Glassnode (Clique na imagem para ver em alta resolução)

    Por outro lado, um bull market pode absorver a pressão vendedora desses investidores por vários meses, que aproveitam a força do mercado para realizar lucros como mencionado anteriormente.

    Dessa forma, a métrica tende a funcionar como uma espécie de indicador antecedente, e eventual continuação de sua alta neste momento pode sinalizar que o atual ciclo de valorização o Bitcoin ainda não chegou ao seu fim.

    Euforia no mercado

    Mesmo com sinais positivos para o atual ciclo de alta no Bitcoin, a recente valorização foi acompanhada também de um aumento do sentimento de euforia por parte dos investidores, sinalizada pelas métricas mais clássicas, e também pelo aumento de apostas no mercado de derivativos.

    Fonte: Alternative.me (Clique na imagem para ver em alta resolução)

    O indicador de sentimento Fear and Greed Index, que costuma sinalizar possíveis reversões de tendência quando se encontra nos níveis de extrema euforia ou extremo pessimismo, atingiu sua maior leitura dos últimos três meses, e trás um importante sinal de alerta para os preços no curto prazo.

    O aumento da confiança trouxe também um maior número de apostas no mercado de derivativos, com forte correlação entre o valor alocado em contratos futuros e o preço do Bitcoin, medido entre todas as exchanges, nos últimos 30 dias.

    Fonte: Glassnode (Clique na imagem para ver em alta resolução)

    Chama a atenção de forma ainda mais especial o aumento de contratos em aberto na corretora CME, que dá lastro aos ETFs “BITO” e “BTF” recentemente aprovados. O atual valor é o maior da história, com crescimento superior aos 250% desde o final de setembro.

    Fonte: The Block (Clique na imagem para ver em alta resolução)

    Os contratos futuros tendem a ter performance inferior ao próprio Bitcoin, por descontarem o “custo” do dinheiro no tempo, e podem trazer perdas ainda mais acentuadas aos investidores dos ETFs citados em caso de eventuais quedas no mercado, considerando que ambos foram aprovados próximos às máximas cotações históricas.

    Atualmente na corretora Binance, que lidera o ranking em volume de negociação, o custo médio para manter posições em contratos futuros de Bitcoin está próximo aos 10% anualizado, maior leitura desde a correção vista em meados do mês de maio.

    Fonte: The Block (Clique na imagem para ver em alta resolução)

    Tanto o indicador de sentimento, quanto os dados obtidos através do mercado de derivativos indicam excessos no curto prazo, e podem deixar o preço do Bitcoin mais volátil e suscetíveis a eventuais quedas no curto prazo.

    Análise de Ciclo

    Existem algumas métricas desenvolvidas com a finalidade de obter uma melhor visão do ciclo do Bitcoin no longo prazo, para auxiliar os investidores na identificação de momentos em que pode ser mais interessante aumentar ou reduzir os riscos assumidos.

    Apesar de nenhuma dessas métricas ser capaz de prever com precisão os pontos de virada de mercado, sua análise em conjunto pode trazer poderosos insights para os investidores, e teremos a oportunidade agora de analisar algumas delas.

    Stock-to-Flow

    Este é provavelmente o mais famoso modelo de valuation para o Bitcoin, desenvolvido pelo usuário do Twitter PlanB, com base na escassez do Bitcoin, cuja oferta é reduzida pela metade a cada 4 anos quando ocorre o halving.

    Atualmente o modelo sugere que o “preço justo” para o Bitcoin encontra-se acima dos US$100.000, negociando atualmente na banda inferior, e sinalizando que ainda haveria espaço para novas valorizações no atual ciclo de alta.

    Fonte: @100trillionUSD no Twitter (Clique na imagem para ver em alta resolução)

    200 Week MA Heatmap

    O modelo a seguir foi desenvolvido pelo mesmo criador do Stock-to-Flow, e considera a variação da média móvel de 200 semanas, que historicamente tem oferecido suporte ao preço do Bitcoin, para prever possíveis níveis de “sobreaquecimento”.

    Quanto mais rápido se torna o aumento dessa média, maiores são as chances de que um ciclo de alta esteja chegando ao seu fim, com as cores mais quentes indicando possíveis quedas no preço para os meses a frente.  

    Fonte: Look into Bitcoin (Clique na imagem para ver em alta resolução)

    The Puell Multiple

    Este é um modelo criado por David Puell, e também busca analisar o lado da oferta na economia do Bitcoin, mas neste caso medida através da receita dos mineradores, uma vez que são considerados como vendedores compulsivos pela necessidade de cobrir elevados custos fixos com equipamentos e energia elétrica, enquanto tem uma fonte de receita volátil pela própria natureza do Bitcoin.

    Dessa forma a receita dos mineradores, que são importantes participantes do mercado, pode influenciar o preço do Bitcoin ao longo do tempo. O múltiplo de Puell é então calculado dividindo o valor de emissão diário de Bitcoins (em Dólares), pela sua média móvel dos últimos 365 dias.

    Fonte: Look into Bitcoin (Clique na imagem para ver em alta resolução)

    Com base em seu próprio histórico, esse é um indicador que pode oferecer importantes insights sobre o atual momento de mercado, e atualmente a leitura do indicador encontra-se no que poderia ser considerado um ciclo intermediário, distante tanto das máximas quanto das mínimas.

    Conclusão

    O atual momento do Bitcoin trás divergências de sinais para horizontes de tempos diferentes, se mostrando ainda em um momento favorável para valorização no longo prazo, conforme sugerem os principais modelos de valuation, mas com sinais de alerta importantes no curto prazo, com aumento da euforia dos investidores e um mercado de derivativos cada vez mais aquecido e alavancado.

    Com esses dados esperamos oferecer uma visão complementar da rede do Bitcoin, e como estão se comportando os principais participantes do mercado, visando separar os fundamentos e sinais que as blockchains oferecem, dos ruídos que as notícias e opiniões diversas podem apresentar aos investidores.

    Se interessou na análise? Entregamos todos os dias para nossos clientes, em nossa plataforma exclusiva de serviços, análises como essa em vídeo e em texto, porém muito mais detalhadas e de diversas Altcoins também. Conheça nossos planos!

    Aviso legal:

    Esta análise foi elaborada pela Criptomaníacos e tem como único objetivo fornecer informações para auxiliar a tomada de decisão do investidor, e não constitui nem deve ser interpretada como recomendação de compra ou de venda de qualquer instrumento financeiro contido na mesma, que podem não ser adequados para todos os perfis de investidores, uma vez que o investimento em renda variável é considerado de alto risco e pode ocasionar perdas.

    VOLTAR
    Autor: Matheus Parizotto
Hover protuguês Hover inglês Hover youtube Hover telegram Hover instagram Hover facebook Hover twitter