• 14/12/2020

    Análise semanal: BTC/USD e BTC/BRL

    Análises Gráficas | Compartilhar:

    Olá Criptomaníacos, trazemos hoje para vocês mais uma análise de longo prazo para o Bitcoin, em que comentamos o cenário tanto em Dólares quanto em Reais para a principal Criptomoeda do mercado.

    BTC/USD

    O Bitcoin encerrou a última semana com uma leve queda de menos de 1%, mostrando muita resiliência após mais uma tentativa de correção acentuada na sua cotação, mas até o presente momento sem força para romper a importante região do topo histórico, marcado pelo retângulo superior em nosso gráfico.

    Dessa forma, a expectativa para o momento é que uma queda acentuada no preço da principal criptomoeda do mercado venha ficando cada vez menos provável, dando lugar a uma eventual consolidação de preços.

    Essa consolidação (momento em que os preços tendem a ficar mais laterais), pode ser esperada tanto pela importante região de resistência técnica e psicológica que o topo histórico apresenta, bem como o enorme fluxo de entrada de investidores institucionais no mercado de Criptomoedas, se aproveitando das pequenas quedas para aumento de posição.

    Este pode ser um cenário fértil para a alta de Altcoins, no que é conhecido como “Altseason”, onde ao final de grandes movimentos de alta como estamos vendo agora no Bitcoin, elas passam a se valorizar em um ritmo mais intenso.

    Porém, ao atuar em um mercado tão volátil como esse, é importante estar preparado para todos os cenários. Entre eles, uma eventual queda até níveis próximos de $16.000 não está totalmente descartada, bem como a continuação da tendência de alta caso o topo histórico seja rompido, com eventuais fechamentos semanais acima dos $20.000.

    BTC/BRL

    Como sempre mencionamos, aquele par de negociação com maior volume e liquidez costuma gerar a maior parte do movimento de um ativo, e é por isso que devemos dar a prioridade da nossa análise sempre no Bitcoin dolarizado.

    Mas o movimento recente do Bitcoin no mercado local vem descolado do mercado externo, e seu principal motivo se dá por conta da queda do Dólar frente ao Real, onde a taxa de câmbio saiu de aproximadamente $5,80 no fim de outubro e chegou próximo aos $5,00 na semana passada, em um movimento que representa mais de 13% de queda.

    Movimento esse que acontece em contraposição ao que se apresentou na primeira metade do ano, que fez com que o Bitcoin renovasse sua máxima histórica ainda no início de outubro, uma vez que o real ainda perde 25% de valor frente ao dólar no acumulado do ano de 2020.

    Se interessou na análise? Entregamos todos os dias para nossos clientes, em nossa plataforma exclusiva de serviços, análises como essa em vídeo e em texto, porém muito mais detalhadas e de diversas Altcoins também. Conheça nossos planos!

     

    Aviso legal:

    Esta análise foi elaborada pela Criptomaníacos e tem como único objetivo fornecer informações para auxiliar a tomada de decisão do investidor, e não constitui nem deve ser interpretada como recomendação de compra ou de venda de qualquer instrumento financeiro contido na mesma, que podem não ser adequados para todos os perfis de investidores, uma vez que o investimento em renda variável é considerado de alto risco e pode ocasionar perdas.

    VOLTAR
    Autor: Matheus Parizotto
Hover protuguês Hover inglês Hover youtube Hover telegram Hover instagram Hover facebook Hover twitter